Super User

Super User

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Público Alvo

Published in Conteúdo

O Centro Doutor João dos Santos – Casa da Praia destina-se ao apoio a:

  • Famílias com crianças e jovens em risco psicossocial;
  • Crianças com dificuldades importantes no plano da integração social e escolar, por problemáticas do foro emocional e ou comportamental, sem resposta psicopedagógica nos recursos da comunidade, com idades entre os 5 e os 12 anos.

Como finalidade última pretende-se prevenir a retirada da criança/jovem do seu meio natural de vida e prevenir o risco da sua evolução para percursos de exclusão social, familiar e ou escolar, ou para quadros psicopatológicos mais graves (exclusão social e escolar, delinquência, dependências…). Em suma, procura-se atuar numa perspetiva reparadora e preventiva.


“O meu filho está melhor desde que a minha mulher está a ser tratada na Casa do Sol.” (pai de uma criança apoiada na CPraia)

A Área geográfica de intervenção abrange as freguesias de:

  • Alcântara
  • Ajuda
  • Belém
  • Campolide 
  • Outras, em situações excecionais.

 

Ler Mais

Funcionamento | Organização

Published in Conteúdo

 

O Centro Doutor João dos Santos- Casa da Praia funciona de 2ª e 6ª feira, entre as 8h30 e as 17h30, em horário contínuo e está aberto todo o ano.

 

Tem capacidade para um acompanhamento anual de um máximo de 100 famílias e uma média de 60 crianças.

 

O trabalho da Casa da Praia, tem como suporte, uma equipa multidisciplinar, formada por técnicos com formação diversa e, definida como “ conjunto de pessoas que, tendo funções e habilitações diferentes discute, periodicamente, o mesmo caso de forma a aferir pontos de vista, não só técnicos, mas também afetivos” (Casa da Praia – o Psicanalista na escola, 1988)

 

A equipa é formada por Técnico de Serviço Social, Psicólogo, Psicomotricista, Educadores e Professores Especializados. Tem supervisão semanal de médico pedopsiquiatra e supervisão mensal, de médico pedopsiquiatra/ terapeuta familiar

 

É em equipa que se definem as hipóteses de intervenção e se elaboram ou reformulam os projetos adequados a cada situação, tendo sempre em conta outros parceiros intervenientes. Todos, na sua especificidade, são indispensáveis para uma visão global sobre a criança, a família e os contextos em que se insere.

 

Na Casa da Praia procura-se, criar um clima de acolhimento, em que a família e a criança sintam que existe um interesse real por si, enquanto pessoas, apostando nas suas capacidades e não nas dificuldades ou insuficiências, proporcionando um espaço de reflexão e encontro que permita a (re)construção da auto-imagem, a confiança e reforço das suas potencialidades. 

O trabalho quotidiano com as famílias e as crianças desenvolve-se numa dinâmica relacional de respeito pelo ser e saber de cada, no respeito pela sua individualidade e  matriz sociocultural.

 

1. Os pedidos de intervenção podem ser efetuados por:

 

- Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), cujas medidas de promoção e proteção recomendam apoio especializado de natureza psicossocial ou psicopedagógico.

- Equipas de Apoio aos Tribunais de Lisboa (EATL), ou outras instituições similares;

- Serviços da Comunidade (Educação, Saúde, Santa Casa da Misericórdia), com crianças a frequentarem estabelecimentos de ensino do pré-escolar e/ou 1º Ciclo, em situação de risco, dentro das respostas prestadas pela Casa da Praia.

- Serviços de saúde (Centros de saúde da área geográfica de intervenção e Departamentos de Pedopsiquiatria do Hospital São Francisco Xavier e do Hospital D. Estefânia);

- Famílias;

-  Entidades públicas ou privadas da área geográfica em que se insere a Instituição.

 

 

2. Processo de admissão:

 

  1. Pedido formal à Casa da Praia;
  2. Avaliação Inicial 
  3. Entrevista de acolhimento à família 
  4. observação psicopedagógica à criança, sinalizada.
  5. Análise e discussão dos dados recolhidos em equipa, com supervisão pedopsiquiátrica ;
  6. Formulação da hipótese diagnóstica e do projeto de intervenção;

 

3. Apresentação e Discussão do projeto de intervenção junto da família,

 

A Implementação do Projeto de Intervenção implica a elaboração de um Plano Individual de Apoio à Família (PIAF), com a sua concordância e de forma articulada com outros serviços e recursos da comunidade implicados.

 

A reavaliação do PIAF realiza-se, periodicamente,  com todos os intervenientes e, quando necessário, com supervisão clínica.

 

 

 

Ler Mais

PARA PAIS SOBRE FILHOS

Published in Acontece

É um programa de formação parental que se destina a ajudar as famílias (com crianças que frequentam o último ano do pré-escolar e 1º ciclo) a desenvolver e reforçar competências parentais e melhorar o desempenho das suas funções educativas.

Ler Mais
Subscribe to this RSS feed
×

Log in